domingo, 3 de janeiro de 2016

Do porque dos santos deuses inzoáveis

Estamos em 2016 , e gostaria de tratar a respeito do porquê  de uma igreja com tônica humanista secular manter espaço para deuses . E ainda por, cima colocando um mandamento a respeito de deuses eleitos, ou santos deuses inzoáveis nas igrejas e nas células?
 Hora a maioria dos mitos já foi desmitificado , mas ainda assim há muitas pessoas que tem um a ligação afetiva com o hábito da fé e do culto. Portanto é dever da Igreja e dos Santos Irmãos, proteger tais pessoas de serem injustamente prejudicadas no mundo moderno , ou terem sua fé explorada.  Vejam bem. Se  não estiverem na Igreja do Mundofeliz, onde a fé não é explorada nem testada, e os membros santos teístas, que acreditam em suas alucinações, não forem amparados pelos membros santos ateístas, que não acreditam , o que pode acontecer com tais fiéis?
 Podem ser levados por suas alucinações a cometer males contra outros ou contra si mesmos, ou podem ser explorados por profissionais a doar todo seu dinheiro para deuses ou organizações, ou ainda podem ser coagidos a ferir animais e até pessoas em rituais de outros credos, que não os humanistas e atentos aos direitos humanos , dos animais  e do planeta, que regem as escolhas de deuses permitidos nos panteões da nossa amada Igreja. (é a única regra para ser um deus elegível nas células e nas igrejas)
 Ou seja, não é para proteção dos santos ateus que fundamos uma igreja Mista , Teísta, Agnóstica e Ateísta, mas antes para que as pessoas, que tem dúvidas ou tem fé, não sejam obrigadas a procurar um lugar longe dos seus santos amados e de sua família para se sentir parte. Pois sabemos que a cada descoberta científica, novas crenças são quebradas e o preconceito em torno dos ateus pode se inverter a um mundo onde uma pessoa com fé estaria fadada a não encontrar lugar para confraternizar suas crenças e alucinações, e isso devido a um mal que não pode controlar, pois ter fé não é uma escolha para alguns, simplesmente acreditam, necessitando de proteção, e em alguns casos de ajuda profissional (psicólogos e psiquiatras, e não charlatães).
 Também acreditamos que deve haver um mínimo de respeito aos da casa que alcançam coesão e consenso. Sendo portanto o deus eleito (que pode ser qualquer coisa e até mesmo nada, desde que que sua iconografia não desrespeito os direitos fundamentais antes citados) inzoável, na área de sua eleição (na célula, ou na região abrangida pela Igreja do mundofeliz local) enquanto que as idéias , mesmo sendo melhores o piores, mas que não acalcem coesão para eleger seu Ídolo, podem ser zoadas livremente.
 Também haverá células em que não há teístas santos, mas mesmo assim podem eleger um deus, para ter um ícone, ou para elevar alguém da célula a deus eleito. Também podem eleger nada, e nessas jurisdições a zoeira é liberada.
 Portanto se você conhece alguém que está sendo explorado pela fé, e acha que ela não merece isso e que consegue se libertar da crença e ou da exploração ao menos, pode falar com essa pessoa a respeito da Igreja, e da liberdade que damos pra pessoas acreditarem no que é bom sem ter que pagar nada pra isso. Mas que isso seja pela pessoa, pois nossa Igreja não é proselitista nem deseja salvar ninguém de nada nem de lugar nenhum, já que o direito a manutenção da ignorância científica e à superstição são garantias desse tempo e lugar no espaço, preferimos proporcionar que os que ainda queiram manter esse direito, não sejam explorados por isso. Mas se você acha que pode ajudar alguém a deixar de ser explorado, isso é implementar direitos humanos , e na Igreja admiramos muito quem concretiza, não principalmente o trazer uma pessoa para nossa Igreja.
 Mas o ajudar a alguém a deixar de ser explorado, por crer em dogmas sugadores de bens, é mundofeliz!!! Pois de tais dogmas roubadores de felicidade é que é feito o mundofudido, e os mundofudocos não se cansam de inventar maneiras novas de utilizar velhas crenças estelionatárias.
 Muito grato e um feliz 2016 para todos! :D

Nenhum comentário:

Postar um comentário